Soltura de alevinos e plantio de árvores marcam a emissão da licença definitiva da Estação de Tratamento de Esgoto

A Estação de Tratamento de Esgoto “Olhos D’Água” agora está de posse da licença definitiva de operação, com 100% do esgoto tratado. No último sábado, 21 de agosto, o prefeito Fernando Cunha, acompanhado de diversas autoridades e membros de clubes de serviço de Olímpia, realizou a soltura de alevinos e plantio de árvores para simbolizar a data.
No total, 3 mil alevinos foram soltos às margens do Córrego Olhos D’Água, marcando o processo de despoluição, trazendo vida ao local. Além do prefeito Fernando Cunha, o evento contou com a participação do deputado federal olimpiense Geninho Zuliani, dos vereadores Zé Kokão (presidente), Hélio Lisse, João Paulo Morelli, Sargento Tarcísio, Alessandra Bueno, Sargento Barrera e Cristina Reale, do Rotary Club de Olímpia Integração, com o projeto “Rio Vivo”, Rotaract Club de Olímpia Integração, Rotary Kids, além dos colaboradores da secretaria de Zeladoria e Meio Ambiente e Daemo Ambiental.
“Nós recebemos recentemente a licença de operação da Cetesb. Alcançamos algo em torno de 90% de eficiência na recuperação e, agora, 100% da água utilizada pela população de Olímpia está voltando para o rio tratada, com o oxigênio que precisa ter. Neste ato, soltamos alevinos de lambari para que a gente tenha com esse símbolo o repovoamento dos nossos rios, junto com o reflorestamento nas margens dos rios. É um chamamento que faço para que toda nossa bacia hidrográfica do Rio Grande e do Rio Turvo façam esse mesmo movimento. Olímpia está dando a sua contribuição, porque estamos unidos pela região metropolitana de Rio Preto e vamos dar um exemplo que é ter os rios despoluídos e bem cuidados”, disse o prefeito Fernando Cunha.
A Estação de Tratamento de Esgoto é considerada a maior obra de saneamento da história da cidade. Entregue oficialmente no final de 2019, a ETE passou por processo biológico, em que os microrganismos são formados para consumir e degradar a matéria orgânica, além de formalização dos trâmites legais necessários para a operação, como a liberação da CETESB e a outorga que autoriza o município a devolver o esgoto tratado ao Córrego Olhos D’Água.
A ETE, cujo investimento foi de R$ 28 milhões, permite a retirada de aproximadamente 10 milhões de litros de esgoto por dia do córrego, beneficiando toda a população da cidade e da região, bem como as bacias hidrográficas dos rios Turvo e Grande.

    Deixe seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado.*

    Header Ad