Delegado vai anunciar em coletiva o nome do suspeito de incendiar Folha da Região

O delegado titular de Olímpia, Marcelo Pupo de Paula, confirmou no final da manhã desta quarta-feira, 31, que já sabe quem foi o autor do atentado incendiário à Folha da Região e a rádio Cidade de Olímpia ocorrido na madrugada do último dia 17 de março e que, por pouco, não adquiriu grandes proporções colocando em risco a vida do jornalista José Antônio Arantes e sua família, que moram no andar superior do sobrado antigo no centro da cidade onde, no térreo, funcionam os veículos. (Reportagem do IFolha).
Pupo de Paula deve anunciar em coletiva de imprensa, na delegacia de Polícia local, na rua São João, no início da tarde de quinta-feira, 1º, o nome do principal suspeito e esclarecer todas as dúvidas dos jornalistas a respeito do incêndio criminoso contra o prédio onde funcionam a Folha da Região, a Rádio Cidade e o site iFolha de Olímpia.
De acordo com o BO PC 602/2021 registrado na quinta-feira, na delegacia de Olímpia, às 09 horas, os policiais civis Fabio Baltazar, chefe do SIG – Serviço de Investigações Gerais de Olímpia e Fernando foram até a casa onde mora o suspeito e fizeram a apreensão da motocicleta Honda CG 125 Titan, cor azul, placas CQS-8954 e de uma mochila de cor preta que aparece sendo usada pelo motociclista no momento do crime.
O delegado baseou sua linha de investigação nas imagens das Câmeras de segurança espalhadas pela cidade. Foram mais de 90 gigabites de imagens que foram analisadas e que possibilitaram o estabelecimento do trajeto feito pelo motorista.
Através das imagens chegaram até o endereço onde reside o suspeito e na manhã da quarta-feira, o delegado e o chefe do SIG, Serviço de Investigações Gerais de Olímpia, Fabio Balthazar, conseguiram o endereço do suspeito e foram até o local, na Vila Ferreira onde apreenderam a moto e uma mochila, idênticas às que aparecem nas imagens das câmeras de segurança.
O suspeito seria ouvido pela polícia na tarde do mesmo dia, quando seria ouvida a versão dele para os fatos em que está sendo incriminado.
Segundo o BO PC a moto está em nome de outra pessoa, mas tem a chamada “comunicação de venda”, o que descarta o envolvimento do antigo proprietário do veículo que estava em poder do suspeito.

O ATENTADO
O incêndio aconteceu no dia 17 de março, por volta das 4h17 da madrugada, quando um motociclista para na frente do sobrado na David de Oliveira, e com um galão na mão, dirige-se primeiro à porta do corredor que dá acesso à escada que dá acesso à residência do jornalista e despeja gasolina por debaixo da porta.
Depois, despeja o combustível até a porta do Jornal Folha que fica ao lado. Após se afastar um pouco do local, atira o fósforo aceso em direção à porta da residência.
Quando as chamas atinge o galão que deixou na porta do jornal, ocorre uma explosão e ele monta na moto e sai tranquilamente deixando o fogo na porta do jornal e no interior do corredor da residência que poderia ter matado o jornalista.
O Jornalista acordou com o latido desesperado de seus dois poodles e o forte cheiro de fumaça e conseguiu debelar as chamas que por pouco não atingiram o prédio todo.
caso foi registrado na delegacia de polícia como possível Incêndio Criminoso no BO PC 062/2021 e passou a ser investigado pelas equipes do SIG.

    Deixe seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado.*

    Header Ad