Prefeitura inicia estudos de utilização do antigo poço da Petrobras para ampliar abastecimento de água da cidade

O abastecimento de água em Olímpia ganhará um novo reforço. Isso porque, a Prefeitura, com o apoio da Daemo Ambiental, está iniciando os estudos para utilizar o antigo poço da Petrobras para fornecimento de água à população. A ação é um marco importante para o município, ainda mais nesta segunda-feira, 22, em que se celebrou o Dia Mundial da Água.
O poço vinha sendo operado pelo parque Thermas dos Laranjais, desde a sua fundação, mas com a perfuração de novos poços pelo empreendimento, houve um entendimento para que o município passasse a administrá-lo para fins de abastecimento. A outorga da concessão foi autorizada pelo DAEE – Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo e publicada no Diário Oficial do Estado, em julho de 2019. A conquista contou com o empenho do prefeito Fernando Cunha e o apoio do deputado federal Geninho Zuliani.
Desde então, o município vinha se preparando e aguardava a conclusão da nova ETA – Estação de Tratamento de Água, na região da Cecap, para dar continuidade ao processo, com o objetivo de ampliar a capacidade de abastecimento. Este será o terceiro poço profundo operado pela atual gestão, que intensificará ainda mais a vazão, com captação diretamente do Aquífero Guarani, que é fonte de água potável própria para consumo.
Na segunda, dia 22, a Prefeitura e a Daemo iniciaram os exames hidrogeológicos para a recuperação do poço a fim de identificar as reais condições do local com mais eficiência em relação ao volume, distribuição e qualidade da água, bem como avaliar qual será a destinação mais adequada a fim de aprimorar o sistema de abastecimento, principalmente, aos bairros da região leste, que é a que mais cresce na cidade.
Segundo o prefeito Fernando Cunha, a estimativa é de que sejam investidos cerca de R$ 5 milhões em recursos próprios da Daemo para recuperação do poço e construção da adutora até a ETA 2 para colocá-lo em operação, gerando economia aos cofres públicos, tendo em vista que este custo seria insuficiente para perfurar um novo poço do zero com as bombas e demais equipamentos necessários.
“Este novo poço virá para garantir ainda mais o abastecimento de água a todos os moradores de Olímpia, considerando o crescimento da cidade e inclusive as gerações futuras. Com mais este poço profundo teremos a capacidade de gerar mais de 13 milhões de litros de água por dia, sendo uma água vinda diretamente do Aquífero Guarani, com mais qualidade e sem riscos de contaminação. Mais um grande marco para a cidade, neste Dia Mundial da Água, que estamos investindo para colocar em operação o quanto antes”, declarou o prefeito Fernando Cunha.
Os estudos estão sendo realizados pela empresa Hydrolog, de Bauru, que atua há mais de 20 anos na área, inclusive com experiência internacional em poços de petróleo, e está sendo a responsável pelo trabalho de perfilagem geofísica e filmagem do poço.

VISITA À ETE
Ainda na segunda-feira, outra ação marcou o Dia Mundial da Água. Pela manhã, o prefeito Fernando Cunha esteve na ETE- Estação de Tratamento de Esgoto, considerada a maior obra de saneamento da cidade.
O equipamento já está com eficiência de quase 90% no tratamento dos dejetos produzidos, devolvendo cada vez mais água limpa ao Córrego Olhos D’Água, que corta a cidade. O processo garantirá a despoluição do rio, melhorando a qualidade de vida da população e cuidando do meio ambiente.
A visita foi acompanhada pelo superintendente da Daemo Ambiental, Túlio Pinheiro, pelo Engenheiro Ambiental Especialista em Recursos Hídricos e Diretor Operacional, Paulo Sérgio Buzzo Júnior, e pelo Gerente de Operação da GS Inima, responsável pela operação da ETE, Rafael Souza.

    Deixe seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado.*

    Header Ad