Educação orienta sobre retorno presencial não obrigatório e entrega de kits de alimentação

Mantendo o cronograma regulamentado pelo Decreto Municipal Nº 8.006/21, as aulas na rede pública da Estância Turística de Olímpia estão autorizadas a retornar presencialmente a partir desta segunda-feira, dia 22 de fevereiro.
As atividades já começaram de forma remota desde o dia 08 deste mês, com a entrega e retirada agendada dos trabalhos curriculares e orientação dos professores. Na rede estadual, o ano letivo ocorrerá de acordo com as orientações do Estado.
O retorno presencial da rede municipal, que conta com cerca de 5.500 alunos, contemplará todas as modalidades de ensino (creche, pré-escola e Ensino Fundamental I) com rodízio dos alunos, respeitando as regras do Plano São Paulo e a ocupação máxima de 35% da capacidade da sala de aula. As escolas estão definindo seu cronograma e prestando todas as orientações aos pais e responsáveis.
Vale ressaltar que o retorno presencial NÃO É OBRIGATÓRIO, podendo os pais decidirem se autorizam as crianças a frequentarem as escolas e, em caso de optar pelo ensino remoto, será oferecido todo o respaldo necessário aos alunos.
Desde o ano passado, o município tem se preparado para o retorno com a aquisição de máscaras para os alunos, face shield (protetores faciais) para os professores e funcionários, bem como a disponibilização de totem com álcool em gel, álcool 70º para limpeza, aferidor de temperatura, tapete higienizante e outros equipamentos necessários. Além disso, a Educação está finalizando os trâmites dos uniformes e materiais escolares, que devem ser distribuídos em breve.

KITS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR
Segundo a secretaria de Educação, o kit será entregue a todos os alunos que tiverem feito cadastro na escola, como vinha sendo realizado no último ano. A solicitação foi feita pelo prefeito Fernando Cunha, tendo em vista o momento crítico causado pela pandemia, que tem gerado impactos sociais e econômicos, e a importância de garantir a alimentação de qualidade às crianças.
Desta forma, mesmo que o aluno retorne presencialmente, poderá receber o kit se necessário. O levantamento está sendo finalizado pela secretaria junto às escolas, com a estimativa de que sejam entregues aproximadamente 3.600 cestas, mantendo a média dos últimos cadastros realizados.
O município esclarece que possui licitação em aberto para aquisição dos kits e que, após a finalização dos cadastros, será realizada a compra e a devida distribuição às famílias cadastradas. Todas as orientações serão comunicadas aos pais pelas escolas.
“Sabemos que o momento é ainda de muita insegurança, diante do aumento dos casos, mas muitos pais manifestaram-se a favor do retorno. Desta forma, iniciamos as aulas remotamente e vamos voltar com o rodízio presencial para quem quiser, sem obrigatoriedade. Estamos em diálogo constante com os pais e daremos todo o respaldo necessário para quem optar por não levar o filho. Vamos manter, ao máximo, todos os cuidados necessários e as medidas de segurança e saúde”, destacou a secretária de Educação, Dalva Coelho.

    Deixe seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado.*

    Header Ad