Família de idoso que faleceu com Covid-19 foi testada

Diante do primeiro óbito com confirmação de Covid-19 registrado em Olímpia, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, adotou medidas para monitorar a família e minimizar o risco de contaminação pelo vírus. Na sexta-feira, dia 15, familiares que moravam com o idoso de 70 anos, falecido na madrugada de quinta-feira, dia 14, passaram por testes rápidos para diagnóstico ou descarte do contágio pelo Coronavírus.

A testagem será feita pela Unidade Básica de Saúde Dr. Clodoaldo Marins Sarti, no bairro Santa Ifigênia, responsável pela área de abrangência da residência da família. Os testes não foram realizados na quinta em respeito ao luto, porém, de acordo com a unidade, já havia sido feito contato com a família para agendamento dos exames para esta manhã. Inicialmente, 12 familiares foram testados, sendo que todos tiveram resultado negativo.

Além disso, o município, com o apoio da Daemo Ambiental, providenciará o serviço de desinfecção em algumas vias públicas do bairro, com a aplicação de produtos químicos adequados para a higienização do local como mais uma medida de prevenção.

O idoso estava internado na enfermaria exclusiva para pacientes notificados de Covid-19 da Santa Casa, desde o fim da última semana, e o resultado positivo, atestado pelo Instituto Adolfo Lutz, que é referência no país, saiu na quarta-feira, dia 13. O paciente já tinha histórico de internações anteriores recentes por problemas pulmonares e apresentava outras comorbidades como diabetes, hipertensão e doença pulmonar obstrutiva crônica, que somadas à idade e à contaminação por Covid-19, agravaram o quadro e o levaram ao óbito.

Vale ressaltar que o município prima sempre pela transparência das informações e que todos os pacientes notificados, desde a suspeita do Coronavírus, são orientados pela Vigilância a tomar os devidos cuidados de prevenção e respeitar o período de isolamento domiciliar, inclusive com recomendações quanto ao contato com familiares próximos e da mesma residência. A atenção e a consciência em relação à situação depende da colaboração dos notificados e é extremamente necessária para minimizar o risco de contágio e garantir a proteção da população, sendo que a Saúde está à disposição dos moradores para esclarecimentos e orientações pelo telefone 150 ou (17) 3279-1400.

No caso das internações, de acordo com a Santa Casa, os cuidados também são passados às famílias para que haja uma atenção especial, o que o hospital diz ter ocorrido no caso do idoso que já foi internado com a suspeita da doença.

PROTOCOLO DE INTERNAÇÃO

Segundo a Santa Casa de Misericórdia, o atendimento do paciente e a conduta com os familiares seguiram os critérios estabelecidos no Protocolo de Manejo Clínico da Covid-19, regulamentado pelo Ministério da Saúde. De acordo com a cartilha, o Serviço de Atenção Especializada deve restringir ao máximo e até mesmo proibir visitas e a permissão de acompanhantes, durante a pandemia de Covid, no entanto, as determinações não se aplicam aos casos de pacientes com condições específicas garantidas por lei como crianças, idosos e portadores de necessidades especiais.

Por isso, ainda de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, o serviço de saúde tem autonomia para avaliar as necessidades de cada paciente, definindo com a família a disponibilidade de um acompanhante em condições saudáveis para esses casos especiais de internações.

    Deixe seu comentário

    Seu endereço de email não será publicado.*

    Header Ad